Estética e gravidez combinam? Veja o que diz a especialista


bem-estar-e-beleza-gravidez

Nós mulheres quando engravidamos não queremos parar de nos cuidar e a maior dúvida é justamente esta: “Será que vou ter que parar com tudo e ‘perder’ o que ‘ganhei’ com os tratamentos estéticos?”

Clareamento de pele, remoção de pelos a laser, progressiva e tintura no cabelo estão entre os procedimentos que geram mais dúvidas quanto a continuidade ou suspensão durante a gravidez.

Mas calma, não é necessário abandonar tudo. Até porque deixar todos os cuidados que já vinha tomando de lado e retomar só no pós-parto é um prejuízo enorme.

Sempre consultar um profissional especializado

Algumas coisas podem ser mantidas, outras substituídas e outras adaptadas. A melhor forma é consultar um profissional, seu dermatologista, seu obstetra e seu fisioterapeuta saberão as adaptações e cuidados específicos a serem tomados de acordo com cada procedimento e te explicarão tudo direitinho.

Cada fase da gestação requer um cuidado específico para evitar ou minimizar os problemas e desconfortos, por isso é necessário o acompanhamento adequado para o cuidado característico.

massagem-na-gravidez

A drenagem linfática na gravidez

Dentre os cuidados estéticos que vem logo a cabeça quando engravidamos são: cuidado com estrias, controle do peso e drenagem, ahhhh, a drenagem. “Com ela não vou engordar, não vou inchar e ainda vou emagrecer o que ficou de ‘sobra’.” Não é isso?

Mas tem ressalvas também nessa questão, viu? A drenagem linfática tem um ritmo certo, uma direção exata e em gestantes não pode ser feita no abdome.

Existem por aí milhares de profissionais que fazem drenagem linfática, mas em gestante o cuidado com a escolha do profissional deve ser a maior possível.

Durante a gestação, o profissional gabaritado para realizá-la é o fisioterapeuta especialista na área.

Nossa?! Tem que ter feito até especialização na área?

É o ideal. Sabe por quê?

Porque o especialista não só aprendeu as diversas técnicas de drenagem corretamente como aprendeu como se comporta todo o sistema linfático e circulatório durante a gestação e é ele quem saberá exatamente como deve proceder na gravidez e a identificar os prováveis problemas e riscos que podem surgir ao longo do período gestacional e pós-parto.

Riscos da drenagem mal realizada

É. A drenagem tem riscos sim.

E os riscos de uma drenagem mal feita são sérios: vão desde o aumento do edema à tromboembolia ou parto prematuro/ abortamento.

Outra coisa, a drenagem não emagrece. Ela ativa o sistema linfático, melhora a circulação do organismo e facilita o processo de emagrecimento, mas ela não emagrece e na gestação muito menos.

A gestação é um período de reserva energética. A mulher vai sim acumular gordura para proteção, aquecimento e calorias (energia) extras enquanto gera um novo ser, não sendo este o período para emagrecer e sim evitar ganho extra de peso e gordura desnecessária.

Piorou. Então vou engordar?

Não necessariamente, vai acumular gordura e se bem direcionada e acompanhada, vai acumular a gordura necessária para a gestação e nada além disso. Mas tudo depende do equilíbrio entre gasto e acúmulo/consumo, ou seja, exercícios específicos e direcionados, alimentação e o seu próprio metabolismo colaborarão com isso durante a gravidez.

Procedimentos proibidos na gestação

Alguns procedimentos são proibidos, outros não são recomendados. Os que não são recomendados dependem desde a intensidade do procedimento (da luz, da corrente, da pressão) ao local que será feito.

Mas vamos falar daqueles procedimentos que não podem ser feitos durante a gravidez.

A endermologia é um procedimento de pressão negativa que suga uma parte da pele pelo deslizamento de uma ventosa, melhora a circulação e ajuda no processo de emagrecimento, mas é contraindicada na gravidez pela fragilidade capilar (tendência a vasinhos), aumento do volume sanguíneo e alterações hormonais.

O uso do ultrassom terapêutico e de correntes elétricas como corrente russa, eletrolipólise e microcorrentes devem ser evitados sobre o abdome durante toda a gestação e dispensados durante os três primeiros meses, em qualquer parte do corpo.

Sabe-se o que esses procedimentos fazem no corpo humano e por isso há possibilidade dos mesmos causarem má formação fetal durante o período de diferenciação celular, quando uma única célula (óvulo fecundado) se multiplicará e mudará sua forma e função para formar células diferentes como pulmão, coração, cérebro, pele, ossos…

Os peelings químicos podem ser realizados, mas é dependente da substância realizada. Apesar desses produtos geralmente não terem efeito tóxico sistêmico (em todo o organismo, somente local), a gestante tende a manchar a pele mais facilmente devido à grande produção de melanina e a maioria das substâncias dos peelings químicos podem estimular ainda mais a melanina e são fotossensibilizantes, mancham com a ação da luz (não só a luz do Sol, mas a luz de casa, do computador, do celular).

Da mesma forma o peeling físico (de cristal, por exemplo), pode ser realizado em qualquer fase da gravidez, mas é preciso ter cuidado para a região que está sendo aplicado, para o número de repetições e para a exposição solar.

Outro procedimento contraindicado é a massagem estimulante, a massagem muscular intensa (geralmente feita em atletas) e a massagem modeladora (para emagrecimento).

Os movimentos bruscos e o uso de ativos nos cremes ou óleos que estimulam o metabolismo é o principal motivo para a não realização destes.

Mesmo feita numa região longe do abdome e do útero, os movimentos da massagem modeladora e os produtos que são utilizados nela são prejudiciais a formação fetal e podem provocar aborto.

Ainda falando dos movimentos bruscos, da vibração e do impacto sobre o organismo e o útero grávido, entram os procedimentos ou exercícios como a plataforma vibratória, jump e corrida.

Ah, mas você pode me dizer… “a amiga da vizinha da minha mãe fez jump a gravidez inteira e não teve problema.” E pra não ficar tão distante, “Minha prima é corredora e não deixou de correr durante a gravidez do primeiro filho dela”.

Bom, eu vou dizer uma coisa que você já deve estar cansada de ouvir, mas… cada gravidez é única.

E não é porque você conhece alguém que teve ou não teve tal coisa que isto vai acontecer ou não com você, nem mesmo o que aconteceu na sua primeira gravidez vai ser exatamente igual na segunda ou terceira gravidez.

Por que deixar de fazer estes procedimentos?

O que estou falando é que estes procedimentos/ movimentos devem ser evitados durante a gravidez, pois a fisiologia (o que esses movimentos fazem com o organismo humano) não condiz com a gravidez, colocam em risco a gestação, a formação do seu filho com riscos até para a sua própria vida.

Conhecer a fisiologia de um aparelho, procedimento ou exercício é crucial para ter firmeza e segurança ao contraindicar ou proibi-lo durante a gestação.

beleza-na-gravidez

Quais os mitos nos procedimentos estéticos durante a gravidez?

O maior mito ainda é da drenagem emagrecer, mas isso já falamos anteriormente. Fora isso, faça com um profissional que saiba identificar os riscos e aplique-a da maneira correta (tem muita ‘drenagem’ por aí que não é a drenagem linfática verdadeira).

Assim, você pode fazer drenagem linfática todos os dias sem contraindicações (manual, tá? Não use aparelhos).

Outra coisa bem recorrente é a tintura ou alisamento do cabelo. Grávida tem que ficar feia, de raiz cacheada e branca?

Não é bem assim. Já existem alguns produtos de uso seguro na gravidez e o cuidado maior tem que ser em relação a frequência de aplicação, por isso é importante espaçar.

Ainda temos alguns truques como uma escova ou chapinha, lenços, elásticos e algumas maquiagens capilares para aquelas regiões mais aparentes dos brancos.

exercicios-fisicos-na-gravidez

Manter o corpo saudável é a palavra de ordem na gravidez

Esse não é o momento de emagrecer, mas também não é o de engordar. E não se preocupar com isso pode prejudicar a gravidez, a sua vida e a do seu filho. Cuidados podem ser tomados e pra falar a verdade é tão bom se cuidar, não é?

E se cuidar sabendo que está fazendo é o melhor para a vida que estar por vir.

Os exercícios físicos são a melhor e mais prazerosa forma de cuidado neste período. Através da prática de atividade física liberamos substâncias que promovem o prazer o bem-estar físico e emocional, ajudam na circulação, na respiração, no funcionamento adequado e natural do organismo.

Além disso tudo, a prática regular de atividade física durante a gravidez é importantíssima para a saúde do filho que você está gerando ao longa da vida dele intra e extrauterina, pois tudo o que circula no seu sangue, os hormônios e substâncias relacionadas com essa prática também estarão no corpo do seu bebê proporcionando as mesmas sensações e bem-estares.

Exercícios físicos na gravidez

Para isso, procure alguém que entenda não só de exercícios físicos, mas também de gravidez. A gravidez tem uma fisiologia, uma maneira do organismo funcionar diferente da mulher não grávida e essas diferenças, especificidades também mudam a forma do exercício físico.

A frequência, a duração, as adaptações posturais, a parte do corpo que deve ser trabalhada, os pesos usados e a velocidade dos exercícios, tudo isso é diferente para uma grávida.

bem-estar-na-gravidez
E quanto às massagens na gravidez?

Outra coisa muito legal é que as massagens relaxantes (manual, com pedras, bambus, tecidos…) são liberadas durante a gravidez.

Na verdade, elas são indicadas na gravidez, pois a mulher acumula muitas tensões no corpo, tanto física como emocionais que são naturais da gestação e provenientes da ação hormonal e das adaptações de posturas necessárias para acomodar adequadamente o útero que cresce em seu ventre.

Use deste artifício e faça muita massagem relaxante.

O que fazer para combater as temidas estrias na gravidez?

A maior queixa ainda é o aparec