Acupuntura em bebês, muito além das agulhadas…

August 8, 2017

 

 

Se pra você a acupuntura e bebês não é algo comum, que tem afinidade, entenda melhor como podemos retirar benefícios e muitos ganhos para os bebês e para os pais nesta parceria.

A Medicina Tradicional Chinesa regula o equilíbrio energético do corpo. A má distribuição da energia corporal causa enfermidades desde o nascimento.

Bebês e crianças até os 3 anos tem seu tubo digestivo em atividade máxima, o que causa insuficiência constante no meridiano do baço-pâncreas, responsável pelo processo de digestão e absorção dos alimentos de modo que qualquer estresse é suficiente para torná-lo sobrecarregado.
Com os estímulos da acupuntura, o organismo consegue reestabelecer seu equilíbrio e combater os males.

Por isso, a acupuntura é indicada para tratar cólicas, diarreias, constipação, alterações no sono, perda de apetite, agitação, irritação, alergias, gripes, febre, dentição e também apenas para equilibrar a imunidade e prevenir os desequilíbrios energéticos.

 

 

Indicações para tratamentos em bebês

A acupuntura em bebês pode ser iniciada desde os primeiros dias de vida. Eu geralmente espero a criança chegar em casa e os pais estarem mais tranquilos com a chegada da maternidade.
De maneira profilática, inicio acupuntura por volta dos 3 dias de vida. Para tratamento de distúrbios do sono e cólicas (os maiores problemas de bebês recém-nascidos), começamos na segunda ou terceira semana de vida.
Mas não há regra, tudo depende da vontade dos pais de fortalecer a energia corporal do bebê ou de tratar distúrbios que apareceram.

 

 

Quais os resultados esperados?

A acupuntura tem seus efeitos comprovados cientificamente, ajuda na saúde e bem-estar da criança, tanto no tratamento como na prevenção de doenças. Os resultados são rápidos, mas é importante lembrar que bebês e crianças são facilmente afetados pelas sete emoções (suas próprias e de quem as rodeiam, principalmente os pais).
As emoções são causadoras de doenças na acupuntura, os chamados fatores patogênicos internos. As crianças não retêm as emoções, num momento de raiva, por exemplo, elas colocam pra fora e pronto, está resolvido!

Mas, se quem convive com ela permanece em estado de raiva (nós adultos guardamos as emoções, não exprimimos com facilidade), o que leva a desequilíbrio nas crianças uma vez que nos primeiros anos de vida, a criança recebe energia dos seus pais. As sete emoções da acupuntura são medo, raiva, alegria, preocupação, tristeza, obsessão e choque.

 

 

Outros tratamentos realizados em conjunto com a acupuntura de bebês

Muito se pode fazer em casa para ajudar. A começar pela alimentação.
Os diferentes alimentos tem energias diferentes e causam efeitos diferentes em nosso organismo. Ajustar as refeições de acordo com o diagnóstico das suas necessidades é uma maneira de intervir na energia do corpo.
Ainda podem ser adotados outros recursos para potencializar os resultados da acupuntura como florais, fitoterapia e homeopatia.

 

 

Dúvidas dos pais

A principal barreira no tratamento da acupuntura está no medo que os pais têm das agulhas machucarem seus filhos ou por terem dificuldade de acreditar em conceitos abstratos da Medicina Tradicional Chinesa, como o da energia vital.

E apesar desta descrença, os benefícios são comprovados por estudos científicos.
A acupuntura não dói, ela apenas pode causar um certo desconforto. Ela é aplicada bem superficialmente e em pontos específicos, a introdução serve para vibrar, captar as energias e estimular o organismo.

Além disso, o tratamento para cada queixa e em cada idade é diferente.
As crianças não têm todos os seus meridianos completamente formados e os pontos de aplicação são restritos.
Outro fato é que elas se equilibram muito mais rápido e o tempo de estímulo é muito menor. Por isso, não é necessário que a agulha permaneça por pelo menos 20 minutos como em adultos. Na maioria das vezes basta inserir e retirar imediatamente. A criança nem nota que eu a punturei.

 

 

Atendimento domiciliar para as crianças

Eu só atendo crianças na sua própria casa, no seu ambiente, naquele em que ela está acostumada e sempre acompanhada dos pais.

Outra coisa é que tudo para elas não pode passar de uma brincadeira, então os estímulos são feitos sempre com uma historinha e uma brincadeirinha. A criança pode ficar onde se sentir melhor, às vezes no chão, às vezes na cama, no braço da mãe, correndo pela casa ou brincando no quintal, não importa. O que importa é que ela seja estimulada adequadamente sem forçar e sem traumas.

 

 

 

Além das agulhas…

O tratamento não é feito só com agulhas. Podem ser usadas sementes, esferas, laser, ventosa, pressão manual, pomadas, calor, frio e até algodão.
Todo o tratamento deve ser explicado e discutido com os pais. O pavor de agulha pode existir, mas ela não é o único recurso da acupuntura.

 

 

 

Tempo e frequência das sessões

A frequência das sessões varia de acordo com o diagnóstico, mas geralmente vai de uma vez por semana a diariamente em casos agudos.

O número de pontos estimulados em bebês e crianças não passa de 10 pontos e o tempo de estímulo não passa de 30 segundos a depender da maneira que é estimulado. Em crianças pequenas com estímulo feito com agulhas, há somente a introdução da mesma.

 

E o tempo de sessão? De estímulo, cerca de 5 minutos apenas. Mas lembre-se, com criança tudo é diferente, as historinhas e brincadeiras levam muito mais tempo do que o estímulo em si. No geral, as sessões duram cerca de 30 minutos.

 

 

 

Indicação da pediatria

Dificilmente os pediatras, em nossa cultura ocidental, indicam acupuntura como tratamento, nem mesmo os homeopatas tem esse costume. Mas eles não são contra, apenas não conhecem as suas indicações. Na próxima consulta com o pediatra do seu filho, converse com ele sobre o assunto e peça a opinião ou indicação de um bom profissional, pode ser que ele tenha, apenas não indique por medo da reação dos pais e pela falta de costume que temos com este tratamento.

 

 

 

Desconhecimento sobre os benefícios da medicina oriental

A medicina oriental é realmente muito diferente na nossa e muito, muito difícil. Para nós, que nos formamos na medicina do ocidente é necessário muito estudo, pois apesar de alguns nomes serem os mesmos, os caminhos e os processos são completamente diferentes e diversos. Por isso, ainda há muito desconhecimento do tema.


Se você tiver alguma dúvida ou quer conhecer mais como acontece o tratamento da acupuntura em bebês deixe uma mensagem nos comentários abaixo, mande um inbox no Facebook ou direct pelo Instagram. Espero você!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

March 2, 2019

February 2, 2019

November 8, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Instagram ícone social
  • Facebook Basic Square

Consultório

Contato

Av. Califórnia, 448 | Sala 4 | Jardim Califórnia | Ribeirão Preto - SP

WhatsApp (16) 99177-4433

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

© 2018 by FMA Comunicação Estratégica. Direitos de uso concedidos a Dra Daniella Leiros 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda a sexta-feira - das 8h às 17h30